Cenas do cotidiano

Caída na pracinha

sábado, janeiro 31, 2015

Eu já tinha dado três voltas em volta do parque, revesando entre caminhada e corrida. Nesse dia reservei meia hora para colocar as melhores músicas para essa atividade, no meu celular. Como caminho com a minha mãe, não preciso levar nada para distrair, já que conversamos o caminho todo, mas dessa vez ela não estava junto.

Meia volta já caminha, faltava meia corrida para terminar os serviços do dia. Bem distraída, com o celular na mão ouvindo alguma cantora do momento cantar a plenos pulmões nos meus ouvidos, quando inicio a trotada final.

Algumas voltas antes passei por uma casal que bem envolvido em sua conversa me viu os ultrapassar algumas vezes, outras eles me ultrapassavam. Sabe, quando estou com a minha mãe ela costuma reparar em quantas vezes fulano passou por nós ou na velocidade que ciclano corre, já que o viu várias vezes. Sempre digo que provavelmente somos nós que estamos muito devagar, o que é somente uma indireta, pois estamos bem devagar. Ela caminha em seu próprio ritmo.

Devido a minha entrada, de cabeça, na dieta, estou me esforçando nas atividades anti-sedentarismo e por não ter feito nada além de comer no dia anterior, hoje tinha que tirar o atraso. Então estava lá, eu em minha distração pensando em nada, somente aguentando para não morrer correndo e sem conhecimento de quem gritava nos meus ouvidos.

Me lembro bem de pensar que poderia escapulir para a pista do lado e desviar do casal em minha frente. No momento que fiz isso, outro rapaz de camisa verde, que pelo porte deve correr por horas à fio, fez o caminho contrário ao meu. Ultrapassei o casal pela outra pista e #sabeseláoporque tomei um tombo. Me lembro de rolar pra esquerda depois de ter deslizado pelo asfalto. Enquanto vi meu celular pular da minha mão e se arrastar pelas pedras, ganhando uma linda textura arranhada, me deitei e ri.

Na hora vi o rapaz de camiseta verde tentando me acudir de longe, perguntando se estava bem, mas assim que agradeci, lá se foi ele correr como vento. Averiguei o estrago do telemóvel, sacudi a grama da camiseta e voltei a correr. Com as mãos arranhadas e joelho dolorido, ultrapassei novamente o casal que não me acudiu.





Na Cozinha de Calcinha

[NCDC] Rondele

terça-feira, janeiro 06, 2015

Faz algum tempo que fiz a introdução para essa tag, depois bateu uma preguiça e tals, mas tenho algumas receitas devidente registradas. Ontem a noite fiz Rondele, que estava com vontade faz tempo e não tive a oportunidade, até agora. Vamos lá?

Vejam bem, essa não é uma receita digna de MasterChef e nem mesmo é minha intenção. Estamos aqui para dividir as facilidades da vida ;)

Ingredientes:
Massa para lasanha (no meu caso usei a massa de pizza de frigideira)
Queijo mussarela
Presunto
Molho branco (ver receita no fim do post)
Queijo ralado

Modo de preparo:
Como eu usei massa de pizza de frigideira, então somente cortei no meio e coloquei uma camada de presunto e duas de queijo. Enrolei até o final e repeti com toda a massa.



Depois disso, fazemos o molho branco. Acho que o molho pode ser bem pessoal e vocês podem fazer aquele que já estão acostumados, mas vou deixar a receitinha do meu para aqueles que não tem ideia de como faz molho branco.

Numa panela misturo: 3 xícaras de leite, 1 potinho de requeijão cremoso inteiro, uma pitada de sal, 1/3 de uma tablete de Sazon e misturo bastante. Quando começa a encorpar, adiciono 2 colheres de maisena já dissolvida em água somente para engrossar o molho. Assim que ferver, coloco 1 caixa de creme de leite, misturo bem e está pronto !
Joguei todo o molho por cima dos Rondeles, tomei cuidado para todos estarem bem molhadinhos por cima e por baixo. Polvilhei queijo ralado por cima e deixei por 15 minutos no forno ou até dourar e voilà !




Ficou delicinha e mesmo no almoço de hoje, que eu requentei no micro, ele continuou gostoso. Espero que façam em casa e que gostem, se fizerem me avisem.
Bom começo de ano e até :)

Sorvete de Girafa

Temos um Ateliêr de Amigurumis e outras peças super fofas. Vêm nos seguir!

Quote

"It's just a sparkle but it's enough to keep me going.
And when it's dark out, no one around, it keeps glowing!"
- PARAMORE -