Pessoal

E o que aconteceu ?

terça-feira, novembro 13, 2012

Olá, pessoas (:
Tenho alguns post já pré prontos pra postar, mas antes disso, queria mais é atualizar vocês com o que anda acontecendo aqui na minha vidinha sem graça. Afinal de contas é um blog sobre MIM. Acho que o último post que disse alguma coisa pessoal, foi sobre o término do meu namoro, o que já faz quase 4 meses. Então desde lá, ando trabalhando muito e saindo um pouco com as gurias.

Desde o mês passado eu andava em contagem regressiva para as minhas férias, e hoje é com todo o prazer que venho dizer de boca cheia que estou de férias. Ok, são só 20 dias, mas serão 20 dias longe de gente chata que não sabe o que quer, gente carente que não tem amigos em casa, gente bagunceira e sem vergonha na cara. Nessas férias (que por sinal são as primeiras desde que eu comecei minha vida de trabalhadeira) eu vou viajar. Para quem não lembra, eu morei por 8 anos, desde os 5 anos de idade em Paranaguá, no Paraná. Com 13 anos voltei pra Porto Alegre onde eu nasci e moro até hoje. Já comprei minha passagem e dia 15 pela manhã eu viajo. Tudo bem que ou ficar só uma semana, mas acho que vai dar para matar a saudade e encontrar todo mundo. Essa semana eu falava com minha mãe e disse que estava meio que com medo de ir lá e não lembrar de ninguém, pq as vezes olhos algumas primas pelo Facebook e elas estão tão diferentes, as crianças cresceram, algumas tias, infelizmente, já nos deixaram e outros se casaram e tiveram filhos. Com uma família enorme que tenho lá e mais os que chegaram ultimamente, fica difícil saber quem é quem e quem é de quem.



Dia 21 ou 22 eu volto, pois dia 23 tenho um show para ir no Pepsi On Stage. Até uma dica para quem estiver em Porto Alegre e quiser ir, vai estar Fresno, Strike, Forfun, Seu Cuca, Armandinho e Rashid. Espero que esteva super bom, apesar de não ser super fã dessas bandas, só ouvir algumas músicas.
E por falar nisso a Fresno lançou seu cd novo "Infinito". Como a Manu é super fã e eu estava no Twitter quando disponibilizaram para ouvir, fui dar uma conferida. O cd é bom, mas como disse não sou superfã, curto algumas músicas e só, não compraria e acho que as melhores são "Maior que as Muralhas", "Diga" e "Sobreviver e Acreditar".
E para finalizar minhas férias depois da tortura mensal do meu dentista vou com a Manu e o pai dela para o sítio. Acho que no fim vou conseguir aproveitar bastante (:

Ainda tem a boa notícia que ganhei hoje. A Gabi sabe que esse ano vou tentar o vestibular de novo e o curso escolhido, como ano passado, é Teatro. E esse ano o monólogo era de "A Gaivota" de Anton Tchekhóv. A mesma coisa: um monólogo, uma entrevista sobre o livro e uma improvisação. Semana passada foi a prova, achei que não iria conseguir decorar o monólogo pq demorei para ler o livro, achei ele bem complicado, os personagens tem nomes complicados por serem russos e a história não tem muito sentido até o último ato. Graças a Deus e meus ensaios em silêncio, consegui fazer tudo direitinho e ainda, na minha opnião, ficou melhor que ano passado.
Nina: Por que você disse que beijava a terra que eu pisava ? O certo seria me assassinar. Estou tão esgotada ! Quem me dera poder descansar... descansar ! Eu sou uma gaivota... não, não é isso.  Eu sou uma atriz. É isto ! Ele também está aqui... Ora... Não é nada... sim... ele não acreditava no teatro, sempre ria dos meus sonhos, e assim, pouco a pouco, eu também fui deixando de acreditar e caí num desânimo.... E então vieram as aflições do amor, os ciúmes, os receios incessantes com o bebê... Eu me tornei mesquinha, fútil, representava de forma leviana... Não sabia o que fazer com as mãos, não sabia como me postar no palco, não dominava a minha voz. Você nem pode imaginar o que é isso, um ator perceber que está representando pessimamente. Eu sou uma gaivota. Não, não é isso... Lembra que você matou uma gaivota com um tiro ? Um homem chegou por acaso, viu uma gaivota e, por pura falta do que fazer, matou a gaivota... O tema para um pequeno conto. Mas não é isso... Do que eu estava falando ?... Falava sobre o teatro. Agora não sou mais assim... Sou uma atriz de verdade, represento com satisfação, com entusiasmo, uma embriaguez me domina no palco e eu me sinto linda. Agora, enquanto estou aqui, caminho o tempo todo, caminho e penso, o tempo todo, caminho e sinto que meu espírito se torna mais forte a cada dia... Agora eu sei, Kóstia, agora eu compreendo que no nosso trabalho, representando no palco ou escrevendo, o que importa não é a glória, não é o esplendor, não é aquilo com que eu tanto sonhava, mas sim a capacidade de suportar. Aprenda a carregar a sua cruz e acredite. Eu acredito e, assim, nem sofro tanto e, quando penso na minha vocação, não sinto medo da vida.
Então hoje o resultado foi APROVADA. Super feliz, né !? Agora o pior de tudo, tem que passar no vestibular :/ Ok, queridos, quando voltar eu conto como foi, se paguei muitos micos, se peguei muitos gatinhos, se revi gente que não fazia mais ideia se existia e essas coisas, ok !? Qualquer coisa deixem no comentários que mesmo lá eu vou vir aqui dar um confere. Tchaaau

Meme

Meme Escrito

quinta-feira, outubro 25, 2012

Buenas. Hoje vim com um meme que roubei na cara dura da Gabi, mas não foi bem dela... é que cada blog que entro, fulaninha tinha feito o tal meme, entro em outro e ciclaninha também já fez, e ninguém me indicou. Sintam a minha mágoa: Ninguém me indicou, ninguém ! Sendo assim, eu me auto indiquei e aqui estou com ele, o Meme Escrito, com a melhor letra que eu pude fazer.
01. Qual é o seu nome?
02. URL do seu blog.
03. Escreva: "A rápida raposa marrom pula sobre o cão preguiçoso."
04. Citação favorita.
05. Música favorita (no momento).
06. Cantor/banda favorita (no momento).
07. Diga o que quiser.
08. Indique 3 ou 5 blogs.


Só para quem não conseguiu entender o que está escrito nos garranchos:
4. "Let's dance like children who don't know the rules."
5. Not Over You - David DeGraw
7. "You're never fully dressed without a smile."
Eu ainda vou tatuar uma dessas duas frases... ou as duas, vai saber ;) E para aqueles que com toda mágoa dentro do peito, não foram indicados, façam mesmo assim ! Tchaaau !

Filmes

Penélope

quinta-feira, outubro 18, 2012

WHAT MAKE US DIFFERENT, MAKE US BEAUTIFUL.


Por muito tempo eu estava de olho em um filme, mas não achava o bendito em lugar nenhum. Alguns meses depois descobri que o tal filme, para minha felicidade, era baseado em um livro. Para uma felicidade maior ainda, esse livro estava disponível em vários lugares. Remei, remei, remei e não comprei o tal livro. Dona Gabi ganhou ele e fez questão de mostrar para quem quisesse ver. Meu orgulho gritou mais alto e fui lá e comprei o querido. Quando finalmente tive um tempinho para começar a ler, não parei mais até ver o fim. Quando acabou, fiquei com aquela angústia pela perda e corri atrás do filme. 20 dias depois, eis o dvd está nas  minhas mãos. Corri para ver e aquela vontade de perda voltou. EU QUERO MAIS !

Essa foi minha história de amor com Penélope. Para quem leu o livro, tem um prólogo que a Resse Whiterspoon fala sobre o que ela achou do livro e dá uma anciedade a mais para começar a ler...

"Penélope é a história inspiradora de uma menina que ouve o tempo todo, das pessoas mais próximas, que não vale nada."

Para contar a história de Penélope, além de não poder separar pelo filme ou pelo livro, tenho que contar de uma vez só, e sem rodopios.
Penélope nasceu em uma família de classe super alta, mas com uma infeliz maldição. Seu tatara tatara tataravô Ralph, se apaixonou por uma das empregadas da casa, Clara. A engravidou e quando foi contar a sua família que pretendia se casar com ela, todos caíram em gargalhadas e não acreditaram nem um pouco que fosse verdade. Ele, então, caindo em si, achou que aquilo seria uma grande besteira e acabou tudo. Clara, muito desolada, se matou, atirando-se no poço. Sua mãe, que era a bruxa da cidade, ficou furiosa, foi até a manção dos Wilhern e lançou-lhes uma maldição:

 "A bruxa declarou que a próxima menina nascida na família Wilhern teria cara de porco. E que a maldição só poderia ser desfeita quando alguém de sua mesma classe, um rapaz de sangue azul de verdade, declarasse que ficaria ao seu lado até que a morte os separesse. (...)" Pág. 32

Algumas gerações passaram e somente meninos vieram ao mundo, até que tia Ella teve uma menina, que para surpresa de todos, não veio com cara de porca, mas o que naquela época ninguém sabia é que Ella estava tendo um caso com o chofer, desse modo Isabela não tinha uma gota dos Wilhern em seu sangue, para desgraça de Penélope, a próxima menina...
Seus pais ficaram horrorizados quando viram, tentaram até uma cirurgia plástica, mas a artéria Carótida passava bem no focinho e infelizmente era impossível. Sua mãe desesperada, com a notícia saindo em jornais e repórteres saindo das gavetas, ela forjou a morte de Penélope.
Então, por longos 25 anos Penélope ficou presa em sua casa, sem ver a rua e o mundo lá fora. Quando fez 18 anos sua mãe contratou Wanda, de uma agência de encontros para achar o aristocrata que estivesse disposto a se casar com Penélope. É claro que todos, no fim, acabam por fugir ao se deparar com a cara de porca dela.
Para encurtar história e não dar muitos spoilers, um repórter e um ex pretendente, juntam forças para desmascarar a família Wilhern e provar que Penélope de fato existe e é uma porca. Assim eles encontram Max Campion, quem eles achavam ser um aristocrata mais que endividado e viciado em jogos, para poder entrar na mansão e tirar uma foto de Penélope. O clichêzão barato exije que, claro, ele se apaixone por ela, de fato, e não queira mais tirar proveito da menina. Assim, e coração partido, Penélope foge de casa e cai no mundo. É lá que ela consegue descobrir quem realmente ela é e se aceitar assim.

Além da história ser legal, Penélope tem um jeito tão meigo, tão inocente. O jeito que ela aguenta sua mãe gritando aos quatro ventos que ela não é aquilo ali, que ela ainda vai sair um dia, que aquele rosto não é seu. Sempre dizendo coisas horrorosas para ela e falando pelos cotovelos. Acho que a Christina Ricci soube bem dar vida a essa personagem, e apesar do filme viajar em algumas coisas, ele é bem fiel. O que vale super a pena pelo lindo James McAvoy no papel de Max #suspiros


Sinceramente, espero que vocês procurem ler o livro ou ver o fime, ou como eu, façam os dois, pois a história é linda e vale a pena. Ás vezes é bom deixar o sanguinário de lado e se jogar nos contos de fadas. Recomendo. Gabi, leia logo. Deixo um link do livro, do filme e o trailer...



"Espero que está história inspire você a tentar ser um pouco mais como Penélope e a aprender a amar tudo aquilo que realmente é único em você."
- Reese Whiterspoon

Música

The WANTED em Porto Alegre

terça-feira, outubro 09, 2012

Aparentemente eu apareço aqui uma vez por mês mesmo... hehe, é sem querer, mas ando super preguiçosa.


Alguns posts atrás eu tinha pensado em "mostrar" pra vocês uma boyband que eu gosto, mas fui adiando, adiando e no fim nem fiz. Então na semana passada, para ser mais precisa dia 30/09, eles passaram aqui em Poa e, claro, EU FUI !

Livros

Resenha: Queria Tanto

quarta-feira, junho 20, 2012


Queria Tanto
Livia Brazil // Benvirá // 213 págs.
Alice Maria é uma garota de 20 e poucos anos que mora sozinha, tem grandes amigos, um emprego de cenógrafa que a faz ralar muito e é perdidamente apaixonada por Gabriel, que tem muito tesão por ela, o que seria ótimo, se ele não fosse gay. Aí aparece Rodrigo, que quer ter algo sério com Alice, mas ela foge com medo de o amor de verdade machucar... Com a ajuda e os conselhos nem sempre muito sutis de seus amigos, Alice embarca em uma aventura de descobertas e sentimentos, cheia de humor e delicadeza. Tudo está registrado em seu diário. Uma história divertida, emocionante, passada em dias ensolarados do Rio de Janeiro.
Livro bem simples. Como eu tinha dito na Calcinha do Correio, eu não ia fazer resenha dele, mas resolvi dar uma chance, afinal eu gostei do livro e o bichinho merece um crédito :D

O livro é em forma de diário, onde Alice - 22 anos, odeia remela, sol forte, sorvete de limão, chulé, mas adora sorvete de chocolate, correr pela casa e passar a madrugada no telefone - conta suas peripécias e lamentações do dia. Trabalha como cenógrafa com vários amigos que moram, a maioria, no mesmo prédio que ela e gosta loucamente de Gabriel, que infelizmente é gay. O que para ele não é problema quando se fala da Alice, já que ele é a única mulher que ele realmente sente tesão e que ele 'pega'. Eis que ao acaso, em uma viagem de trabalho ela dá de cara com Rodrigo, um super gato que vai encantar e despertar raiva desde o primeiro momento nas areias do Rio de Janeiro.

Alice conta tudo de um jeito muito divertido e beeem sentimental. Quando li, várias vezes fiquei com ódio dela por fazer uma merdas aí que se ela fosse de verdade, eu teria ido até o Rio para dar uns sopapos nela, hehe. Não vou dizer que esse é o livro da sua vida, mas é bem gostoso de ler, fácil de se identificar com os amigos de Alice e com tudo em geral.
"...pena que eu não consigo parar de pensar de querer o gracinha (ironia, né, gente ?) do Gabriel se decida de uma vez, pare de enrolação e fique logo comigo. Só comigo. O que vai ser meio difícil, já que ele é gay. Gay mesmo, de verdade, nada de atirar pros dois lados, não.
 Eu preciso me livrar dele. Dizer bye-bye, Gaybe...." Pág. 9

Filmes

Sessão Gerard Butler de Cinema

domingo, junho 10, 2012

Boa noite, para quem está lendo isso de noite, e sem mais delongas vamos falar da Sessão de Cinema de hoje que vem muito bem acompanhada do gato absoluto Gerard Butler.
Gerard James Butler, nasceu em Glasgow, Escócia, dia 13 de Novembro de 1969. Filho caçula de Margaret Hanton e Edward Butler, irmão de Lynn e Brian. Passou os primeiros anos de sua vida em Montreal antes de regressar para a Escócia, após o divórcio dos seus pais. Cresceu em Paisley com a mãe, que voltou a casar-se alguns anos mais tarde. Não teve mais contato com o pai até fazer dezesseis anos. Voltaram então a relacionar-se até Butler ter vinte e dois anos, quando Edward faleceu vitimado pelo câncer. Estudou Direito na Universidade de Glasgow, onde desempenhou o papel de Presidente da "Law Society" da faculdade e estagiou como advogado após se ter licenciado. Enquanto desempenhou esta função, passou a maior parte do tempo deprimido e a beber. Após ter sido despedido, começou a representar. A partir daí, deixou de beber e não coloca uma gota de álcool na boca há mais de nove anos, como afirmou à Revista Esquire do Reino Unido em uma entrevista realizada em 2009. Enquanto trabalhava como advogado, cantou com uma banda de rock chamada Speed, nunca tendo gravado nenhuma das suas canções. [Fonte]

Se tem um homem que não precisa de apresentações e que não existem palavras para descrever é ele. Ô coisa maravilhosa, viu !? Já deu para notar que sou apaixonada por ele, então, como spoiler, posso dizer que 'babação de ovo' não vai faltar.
Nesse post, mais que dedicado a esse monumento de ator, vou mostrar para vocês alguns filmes dele que são meus favoritos e alguns que eu comprei (eu estou comprando todos dele e alguns são complicados, diga-se de passagem).

Livros

Resenha: Sereia

sexta-feira, maio 11, 2012


Sereia
Tricia Rayburn // Editora Verus
Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo – do escuro, de altura, do mar –, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte. Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor, esperando que Caleb, o namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido. Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, e o pânico se instala à medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados com a água, em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha. Vanessa e Simon, irmão mais velho de Caleb, unem forças para investigar os estranhos acontecimentos e, no caminho, a amizade de infância se transforma em algo mais. Conforme eles vão encontrando ligações entre a morte de Justine e a súbita erupção de afogamentos assustadores na cidade, Vanessa descobre um segredo que ameaça seu romance com Simon – e que vai mudar sua vida para sempre.

Antes da resenha quero contar a novela que foi ler esse livro:
Quando ele chegou na livraria, eu achei a capa linda (não dá para ver muito bem, mas o título e os olhos dela brilham), mas a história não me deixou desesperada por ele. Já uma amiga de trabalho, 'pirou o cabeção' e saiu lendo ele, leu em 2 dias (acho) e o livro virou seu favorito. Ela indicou ele para todo mundo que dava a oportunidade e uma outra colega acabou lendo e mais outra conhecida. As três amaram o livro.
Eu, por mina vez, sempre tive curiosidade de saber como realmente era essa história de sereias. Meses depois comprei ele em uma promoção barbadérrima e começei a ler na mesma hora que chegou em casa. Para minha decepção, não consegui chegar no 3º capítulo. Eu me perguntava, como seria possível três pessoas amarem e eu nem entender oque estava escrito ? Reli os 3 primeiros capítulos várias vezes e não via sentido em nada... afinal, Justine morreu ? Vanessa ouve vozes ? Justine já foi enterrada ? Que parte da história eu esto lendo ?
E aquilo me incomodou tanto que peguei ódio pelo livro. Abandonei e fui ler outra coisa. Dois livros depois e indignadíssima, fui tentar tudo de novo. Pensei comigo, agora vai ! E fui indo...

A história é bem legal, envolve as sereias de um jeito diferente. Vanessa, personagem principal, não é daquelas que te enche de ódio por só fazer merda e piázada, oque para mim é super importante. Como eu acho super complicado fazer uma resenha e não largar nenhum spoiler além do que consta na sinopse, quero avisar que não me responsabilizo caso saia alguns...
Justine é super animada, cheia de coragem e vontade de fazer tudo. Tem namorados, é bonita e popular. Vanessa é mais tímida, na dela e super idolatra a irmã. Todas as férias elas vão com os pais para sua casa em Winter Harbor, no lago. Winter Harbor é uma cidade 'interiorana' e calma. Lá moram Caleb e Simon Carmichael, com quem elas passam todos o verão. Justine e Caleb ficam sempre que se encontram e um dos seus 'esportes' preferidos é saltar dos penhascos. Numa dessas, depois de uma briga em casa, Justine acaba morrendo. Eles voltam para Boston, mas Vanessa sente a vontade de ficar um tempo sozinha e dirige até Winter Harbor para terminar o verão lá. Quando chega, descobre de Caleb fugiu.
Os acontecimentos serão com Vanessa e Simon a procura do Caleb e no caminho descobrem segredos que só uma cidade pequena pode guardar. Vanessa conhece Paige, que trabalha no restaurante da família e sua irmã Zara, que acaba atraindo mais mistérios a isso tudo, juntado com os afogamentos de homens que aparecem com sorrisos nos rostos. Vanessa e Simon tem uma affair, onde Vanessa descobre um grupo de sereias assassinas e que também pode ser uma delas. Com uma ajudinha divina de Justine, Vanessa vai cavar coisar sobre seu próprio passado e encontrar segredos sobre sua irmã que ela pouco sabia.

Fiquem com as perguntas: Vanessa é uma sereia ? Justine morreu ou foi assassinada ? Quem mais está na lista das sereias assassinas ? Quem e como começou tudo ?
Sei que Manoela (minha amiga do trabalho) nunca aprovaria minha resenha, pois talvez não mostre tudo oque ela achou. E eu achei super difíceil resenhar sobre esse livro, mesmo assim fiz, pois queria que vocês conhecessem pq vale a pena ler e deixa uma ideia na mente de vocês, tarados por livros.

E para quem gostou, ou já leu e gostou, tem a continuação, Encanto. Já está prevista para esse mês e chegar a qualquer momento, se liguem:


[SPOILER~] Nada tem sido normal na vida de Vanessa desde que ela descobriu que sua irmã foi morta pelas sereias - mulheres fatais das profundezas marinhas - e que tudo que sabia sobre sua família era falso. Seu namorado, Simon, sempre foi o porto seguro de Vanessa, mas agora ele está de volta à faculdade numa cidade distante, e ela acaba se envolvendo com o lindo e popular Parker, seu colega de escola. Repensando seu relacionamento com Simon e incerta sobre as intenções de Parker - e sobre as suas em relação a ele -, ela está mais perdida do que nunca. Assustada com tudo que vem descobrindo em relação a si mesma e à sua família desde que se transformou em sereia, Vanessa nunca se sentiu tão só. Mas seus problemas pessoais devem ser postos de lado, pois as sereias malignas de Winter Harbor estão de volta e querem vingança. Agora, Vanessa precisa entender seu passado e aceitar que é tão fascinante e perigosa quanto suas adversárias.

Um beijão meus amores e até semana que vem

Textos

"Tenta sim, vai ficar lindo..."

sexta-feira, maio 04, 2012


Buenas, caras amigas internautas. Hahaha, foi idiota isso, né ? Pois bem, como eu ando meio ocupada com o cursinho e trabalhando afú, não estou conseguindo atualizar o AC como gostaria, tenha algumas coisas para contar, mas me falta tempo. Já quero adiantar que li alguns livros que vocês vão amar, assim que der tem resenha, e estou tentando começar uma Caixinha do Correio aqui, mas tá doído...

Sendo assim o post de hoje é um achado no Facebook - sim, eu me rendi ao Facebook e fui engolida - e achei tão sensacional, tão engraçado e tão... tão ! que queria mostrar para quem ainda não conhece. Ele é meio antiguinho, mas vale a pena ler tudo.

"Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve. Mas acho que pentelho não pesa tanto assim. Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa. Eu imaginava que ia doer, porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.

- Oi, queria marcar depilação com a Penélope.
- Vai depilar o quê?
- Virilha.
- Normal ou cavada?

Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito.

- Cavada mesmo.
- Amanhã, às... Deixa eu ver...13h?
- Ok. Marcado.

Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almoçei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui. Assim que cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona. Oba, vou ficar que nem ela, legal. Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado. Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. Uma mistura de "Calígula" com "O Albergue".

Música

Boyce Avenue

domingo, abril 15, 2012

Pare tudo o que tu está fazendo agora e esqueça tudo. Se jogue em tudo o que eles disserem e se entregue a essa banda maravilhosa. Poético, não ? NÃO, apenas uma verdade... conheça agora Boyce Avenue.


Formada pelos irmãos Daniel (baixo, percussão e back vocal),  Fabian (guitarra e back vocal) e Alejandro Manzano (vocal, guitarra e piano) e um amigo Stephen Hatker ajudando na bateria. A banda se formou na Flórida quando Alejandro, com 14 anos, e Fabian, com 16 anos, começaram a tocar guitarra e depois de 3 meses seu irmão mais velho Daniel, com 20 anos, se juntou a banda. Começaram tocando na escola para seus colegas. Logo após a banda se separou novamente para cada um cursar a faculdade. Lá tocaram novamente, entrando em vários concursos e com músicas próprias classificadas. Em 2008 lançaram seu primeiro álbum chamado "All You're Meant to Be".

Filmes

Para Sempre [Resenha + Review]

domingo, abril 08, 2012

Não sei por onde começo, se pelo livro ou se pelo filme. Antes de mais nada quero dizer que tive expectativas que não foram superadas nem de longe, mas daquilo que eu vi, tanto em um como no outro, me emocionaram e isso conta, e muito.
Falando na ordem dos fatos ocorridos para mim, começamos pelo livro. O título original é "The Vow" (do filme também) e que fui procurar o real significado e é:
Vow (váu) s, voto; promessa.
Vow (váu) v, jurar; fazer um voto a Deus.
Acho que no livro é realmente isso que significa: fazer um voto a Deus. Krickitt Carpenter é super devotada a Deus, e ao conheçe-la, Kim enxerga isso de uma maneira que acaba pegando esse amor por Deus para si próprio.


Vou dar uma breve passada pela história para poder continuar com meu ponto de vista. No livro, Krickitt trabalha com atendimento por telefone em uma empresa de roupas esportivas. Kim é técnico de um time de beisebol. Ele se conhecem dessa maneira, por telefone e ele se apaixona pela sua voz na primeira ligação. Um dia ela dá seu número pessoal, eles se correspondem por cartas, mandam fotos, decidem se encontrar, e alguns meses depois se casam. Dois meses após o casamento, indo para um almoço com os pais de Krickitt no Dia de Ação de Graças e com um amigo como carona, acabam se envolvendo em um acidente e depois de algum tempo em coma Krickitt acorda com amnésia e não se lembra de mais nada. Casamento, Kim, viajem, casa nova, rotina, nada disso ela se lembra.
É aí que quero chegar, a real história deles é essa, e a base de toda ela é a , o comprometimento, o juramento feito diante de Deus. Não quero discutir religião com vocês, de maneira nenhuma, o que quero dizer é que a fé dele é que fez toda essa história ir para frente. O que mais quero comparar é o filme. Acabei de ver, não faz nem 15 minutos e além do acidente e ela perder a memória, não tem muita coisa em comum. Acho que  respeitar uma história é saber adaptá-la de maneira correta. Apesar de ter me decepcionado com o livro, o que me emociona nele é a fé de Kim, que apesar de ela não lembrar dele de maneira nenhuma, e ainda xingar, chutar e trata-lo mal como um cachorro, ele ainda tem fé que ela volte a ser o que foi um dia, mesmo não se lembrando dele. A felicidade dela é o que mais importa, mas em nenhum momento foi considerado divórcio ou deixa-lá de alguma forma.
Não sei se vocês estão entendendo o que quero dizer... a base de tudo isso não era o acidente, nem a amnésia, e sim o que tinha entre eles. Por esse motivo o livro valeu a pena. O filme tinha o Channing Tatum que é um dos meus atores favoritos desde "Ela Dança, Eu Danço" e a Rachel McAdams e por eles valeu a pena, pois suas atuações foram, são e sempre vão ser maravilhosas na minha opnião, mas o filme deixou a desejar.
Não querendo destruir a ilusão, caso alguns tenham, mas essa é minha humilde opnião. Aconselho que vejam o filme e leiam o livro, até porque ele é bem fininho, e digam oque vocês acharam de tudo isso.


Textos

Um mundo de completa transgressão

domingo, abril 01, 2012

Sumida, eu ? Verdade, mas vocês terão que me entender a partir de agora, pois começou as minhas aulas no cursinho e o tempo livre que me resta é das 22:30 até 6:40, e esse horário eu preciso dormir. Vou então aproveitar as minhas folgas do trabalho e atualizar o blog. Tenho vários assuntos acumulados e  queria ter postado já.
Antes de ir ao assunto do post, quero perguntar... andei pensando em fazer Caixinha do Correio, oque vocês acham ? Apesar do Azul Calcinha não ter parceria com editoras, eu trabalho em uma livraria e recebo livros de tudo quanto é lado, então posso comprar os que me der na telha, hehe, sendo assim comprei alguns diferentes que queria mostrar aqui. Oque vocês acham ? Me respondam.
Vamos ao post *--*
Esses dias estava eu, dentro do meu ônibus, feliz, ouvindo música, indo para casa, quando me deparo com os poemas nas janelas. Para quem não sabe, aqui em Porto Alegre a maioria dos ônibus tem poemas grudados nas janelas, coisas pequenas, só para ler entre uma parada e outra. Eis que me vejo lendo isso...

Furinho
Ela não percebeu,
Mas tinha um furinho em sua blusa,
Talvez fosse novo...
Talvez de dias atrás...
Mas isso não importa !
pois vejo ali,
naquela pequena fresta
um vinco lindo e vistoso
possibilitando-em um mundo
de completa transgressão.
Autor: Eduardo Silva de Morais

Daí, pensando com meus botões, chega numa dúvida: Qual será o nível em que se encontram as pessoas reparadeiras ? Não, pq para alguém reparar no furinho de uma blusa e imaginar o 'altar', estamos em um estado crítico. Não que eu não repare nas outras pessoas, eu reparo bastante, mas tu nunca fica pensando que tem alguém reparando em ti ou tendo imagens sexuais contigo. Isso é bem nojento, não é algo que se espera em uma curta viajem no ônibus. Tu pode pensar que oque a gente costuma ler por aí não acontece contigo ou que não existe, mas basta tu andar com uma blusa tomara que caia ou um ombro de fora que a imaginação rola solta. Não quero generalizar, mas todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já entrou no ônibus e tinha um velho tarado segurando as 'partes'... sim ou não ? Isso acontece, o negócio é fingir que não viu e sentar bem longe.
Quem nunca olhou algum guri -  ou guria, para os meninos - e achou bem bonito ? Mas desculpa, "um mundo de completa transgressão" ? Isso para mim é demais.
Enfim, depois desci do ônibus e aquela ideia ainda me martelava....

Meme

Meme Tagged Post

domingo, março 11, 2012

Fui indicada para esse meme pelas duas Gabis [Deeply / Fluffy] de minha vida virtual, sendo assim vou responder tudo junto :)
Rules:
- Write 11 (random) things about yourself on your blog;
- Answer the questions the tagger set for you and create 11 new questions for the people you tag;
- Choose the next 11 people to tag and link them on the post;
- Go to their page and tell them you have linked him or her;
- No tag backs;
- You must post these rules.

Random things about me
1. Amo gatos e girafas, filhotes em geral, mas especialmente gatos e girafas. Meu amor GG :)
2. Quando ouço uma música ou um artista, fico ouvindo aquilo repetidamente como um disco quebrado até saber todas as músicas, letras ou enjoar.
3. Adoro trabalhos manuais, fazer dobraduras de papel, biscuit, essas coisas, sou até "jeitosinha" como diz minha mãe. Amo mesmo, até as minhas unhas tem uma certa sorte, pena que não funcione fazendo com a mão esquerda, hehe
4. Odeio meu cabelo, se tivesse uma coisa que eu mudassem em mim, além dos cravinhos e espinhas, seria a minha juba de leoa pobre. #sad
5. Não sou organizadérrima em casa, mas no trabalho não gosto de desorganização. Fico mau-humoradíssima e tenho vontade de arrancar cabeças. Saio reclamando e chingando aos quatro cantos e com a pior cara possível.

Livros

Resenha: Surpresa do Além

segunda-feira, março 05, 2012

Surpresa do Além - Harper Connelly Mysteries
Charlaine Harris // Editora Lua de Papel
Ao participar de uma aula-laboratório para a turma de antropologia do Sr. Clyde Nunley em uma universidade de Memphis - enquanto identificava mortos que estavam naquele cemitério há séculos -, Harper Conelly, uma garota com o estranho dom de sentir os mortos, encontrou uma cova. Nela, além de seu proprietário original, estava o corpo de uma garota. O caso torna-se mais estranho pois Harper e seu meio irmão Tolliver haviam sido contratados, há dois anos, para encontrar essa menina, em Nashville. Habituados a situações em que geralmente são incriminados, Harper e Tolliver se preparavam para tudo o que o FBI desejasse, até Harper encontrar outro corpo, no mesmo cemitério e na mesma cova.
Segundo livro da "Harper Connelly Misteries" não poderia deixar de ficar sem resenha. Para quem não lembra do primeiro livro, pode ler a resenha aqui.
Harper e Tolliver continuam sua saga de achar corpos e largar fora, e são convidados para fazer um "demonstração de suas habilidades" em uma aula do professor Clyde Nunley na faculdade de Bingham, onde ela deveria ir de túmulo em túmulo pra dizer qual foi a causa da morte de cada um ali. Só que ninguém contava que em um desses túmulos ela encontrasse, além do corpo original, um outro que não deveria estar ali. E ainda por cima de um dos seus casos antigos que ela não obteve sucesso.

Lá está Tabitha Morgenstern que teria desaparecido a 18 meses, mas nada foi localizado, corpo, pistas, nada. Harper foi contrada para o serviço depois de muitas tentativas fracassadas da polícia, mas também não obteve êxito, apesar de ter pego apêgo pela família e se dedicado como com nenhum outro cliente.
Esse livro vai trazer fantasmas do passado não só para Harper, como para Tolliver e a família Morgenstern. Promete mistério, sem romance e literalmente no penúltimo capítulo é liberado a verdade.

Pessoalmente, por ter ficado tão empolgada com o primeiro livro, esperava mais desse, mas não fiquei em nenhum momento com tédio da história ou qualquer outra coisa. Os erros de impressão e português que tinha mencionado do "Visão do Além", felizmente não aconteceu dessa vez. No mais, eu adorei e não mal posso esperar por "Um Frio do Além".

Até mais galerinha. E antes de esqueça, no dia 8 de Março: Feliz Dia Internacional da Mulher ! E Feliz Aniversário para a Renata Dominguez, Marjorie Estiano, Hebe Camargo, Letícia Sabatella, Tom Cavalcanti e, claro, meu amigo Luis Fernando Caminha, pelos seus 22 aninhos, hehe.
Bjão pra todos, tchau

Pessoal

Maioridade

sexta-feira, fevereiro 17, 2012


Sabe, eu costumo pensar em oque eu vou fazer quando estiver com tal idade, ou como estarei pensando, ou oque estarei vestindo. Ás vezes me pego pensando que poderia ter feito tal coisas a muito tempo atrás e ainda nem começei a fazer, como meu aparelho, por exemplo... vira e mexe eu paro e penso que com 23 ainda posso estar com ele, mas se eu fosse mais inteligente teria colocado com 18 ou até mais cedo e agora tudo estaria resolvido.
Agora que fiz 21 todos de disseram que atingi a maioridade, que agora sou gente, posso ser presa e esse tipo de coisa... mas pensando bem não muda muita coisa. Ainda não tenho carteira de motorista, se matasse alguém iria presa do mesmo jeito e sempre me achei gente, apesar de muito agir como criança :)

Eu sempre fui uma pessoa que preza pelo acontecimento que é o meu aniversário. Quero que as pessoas saibam, pois não adianta nada tu estar em um dia super especial e ninguém saber nada. Odeio esse dicurso de 'não quero que ninguém saiba' ou 'não gosto de comemorar a minha velhice', blá blá blá. Todo mundo envelhece e não contar não vai fazer a idade diminuir, não se iludam. Adoro presentes, abraços, puxões de orelha e qualquer outras coisa, sou super divertida e mesmo quando estou triste, estou rindo de alguma coisa, por isso palhaçada é comigo mesma, no meu aniversário então... O ruim é que tu chega em uma idade e percebe que quando mais idade tu tem, mais as pessoas são sérias e os aniversários mais 'adultos' Desculpa, tenho 21 mas não sou adulta. Falta muuuuuita estrada nesse corpinho ainda.

Antes da minha festinha aqui em casa, teve uma certa discussão sobre oque iria ser servido de bebida. Para quem não sabe: eu não bebo. Não gosto, acho ruim e não ajuda no quesito diversão. Por isso só tinha refri... isso causou um motim aos convidados mais chegados na birita e o meu discurso nunca muda "O aniversário é meu e não vai ter cerveja. Eu não bebo e na minha festa não quero ninguém bebendo. Ponto final." Sou careta ? Pode ser, mas não bebo, não fumo, não me drogo e sou eternamente mais feliz.
Apesar de tudo mina festa foi demais e ter 21 anos não muda a vida de ninguém... afinal eu ainda  tinha que ir trabalhar no dia seguinte. No fim a gente sempe volta a ver o começo....

"Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar, e fazer planos, e ter energia bastante para realizá-las a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente, e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo, nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida, a nossa própria imagem e semelhança, e vestir-se com todas as cores, e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem em que todo o desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.
Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa."

Música

Do it like Jessie J

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Buenas pessoinhas queridas do meu coração. Um ano mais velha, venho falar daquilo que prometi em tempos natalinos: o cd da Jessie J. Aê aê.


De acordo com o nosso inteligentíssimo Wikipedia, Jessica Ellen Cornish ou Jessie J, nasceu em Redbridge, Londres. Além de cantar também compõe suas músicas e para outros famosos como Miley Cyrus, Rihanna e Justin Timberlake. Canta desde pequena e com 11 anos foi expulsa do coral do colégio por cantar alto demais. Descobri sem querer que ela até foi colega de colégio da Adele... será ? Enfim, seu primeiro álbum, Who You Are, saiu dia 25 de Fevereiro de 2011, antecipado pois os fãs queria muito ver ele pronto.

Ele começa com a mais tocada por aí "Price Tag" com a participação de B.o.B, que fala sobre 'esquecer os rótulos, as etiquetas de preços, o valor das coisas, de pensar só no dinheiro', de isso não valer de nada, 'nós apenas queremos que o mundo dançe...'. Seguida de "Noboby's Perfect" que é claramente um desabafo sobre algumas coisas que ela mesma falou e se arrependeu depois, pedindo perdão e dizendo que ninguém é perfeito, muito menos ela... "i known it's time that i learn to treat the people i love like i wanna be loved, this is the lessons learned." Fiquem atentos a batida que é demais. "Abracadabra" tem mais das batidinhas que não te deixam parar na cadeira. "Big White Room" é umas das que ela escreveu quando era mais menina, em um mal momento que ela teve que ficar internada em um hospital e o colega de quarto, que também era criança, acabou falecendo. Detalhe: notem que no cd a música é ao vivo, no gogó só com um violãozinho... reparem na voz #morri.

Bem romântica, "Casualty of Love" não tem uma letra sobre amor. Sim, você não leu errado, ela não fala de amor, mas sim de saber lidar com ele e um pouco de egoísmo, de como saber amar para ser amado, enfrentar seja o que for ao lado da tal pessoa, morrer como uma vítima do amor. "Rainbow" fala apenas que eu, você, seu vizinho, ela, aqueles que podem pagar por suas bobagens e os que não podem, somos todos iguais, o sangue é vermelho e corre em todos no mesmo sentido. Seguindo temos o meu toque do celular, "Who's Laughing Now", que é basicamente todo o bullying que ela teve na escola e agora que ela é conhecida as idiotinhas do colégio 'paga-pau'. A "Do It Like a Dude" é algumas bandeiras que ás vezes e levanto aqui no blog, as do tipo feminista e que nós podemos fazer qualquer coisas como os homens, sim !


Sabe quando nossa mãe diz alguma coisa e nunca levamos a sério ? Pois bem, "Mamma Knows Best" e em batidinha no estilo blues e jazz. Como ela mesma fala na letra da música, ela prometeu nunca escrever sobre amor, mas dane-se i'm looooove, "L.O.V.E". Já "Stand Up" é a clichê de todos os cantores... viver sua vida como se cada dia fosse o último e não se cercar de pessoas negativas, ser feliz, acreditar, amar... butterflies.
"I Need This" é sobre dar o tal tempo na relação, tomar um ar para deixar tudo claro para os dois. E fechando com chave de ouro, dando o nome ao álbum e com uma frase que li de uma fã: "Ela não precisa mostrar o dinheiro que ganha, e falar de sexo em suas músicas, oque faz dela especial é que elas faz músicas para nós nos sentirmos bem, só isso." Com vocês "Who You Are"...



"Às vezes é difícil de seguir seu coração, lágrimas não significam que você está perdendo. Todo mundo se machuca, basta ser verdadeiro com quem você é."

Aviso para as vencedoras: Já tá tudo quase certo para mandar os livros, falta pequenos detalhes que eu não esperava, mas os ditos cujo já estão ao meu ladinho...por isso não se afobem, vai chegar.

Blog

1 ano azulando calcinhas

sexta-feira, janeiro 27, 2012

Olá genteeem ! Feliz Aniversário AC, muitas felicidades pra ti e para vocês meu leitores tão pacientes que vem aqui sabendo que lerão uma bobagem totalmente inútil para sua vida, hehe =] Deixando de falar abobrinha, estou voltando como prometido para anunciar as, sim AS ganhadoras no presentinho de níver do blog. Quero confessar que antes de fazer a contagem eu meio que já sabia para quem ia ser, não dá para negar, a gente sempre sabe quem comparece sempre.


Antes de mais nada quero dizer que o pário foi duro, muitas meninas emparatam com mais de 10 comentários, mas graças a Deus eu não tive problemas e nem tive que fazer uni-duni-tê para o 3º lugar. Deu de coisa e as ganhadoras são: {rufem os tambores...}

1º lugar: Gabriela / Fluffy {27}
2º lugar: Gabi / Deeply {16}
3º lugar : Ju Lemos / Pagando Pra Ver {14}
[eu vou passar em cada blog, mas caso vocês vejam antes, me mandem por e-mail o endereço e o livro que vocês escolheram - zonadeperigo@hotmail.com]

Parabéns para as gurias e obrigada por sempre virem aqui no meu blog e me encherem de alegria com seus comentários. Obrigada, obrigada, obrigada ! E um outro obrigada por todos os que entram, comentam e voltam. Vocês fazem isso tudo aqui ser o que é. Obrigada na ponta do nariz =]

E ainda não saindo das comemorações, dia 13 é meu aniversário... 21 aninhos. Acho que vou fazer uma outra coisinha aqui para comemorar, o que acham ? Só não sei o que ainda... se alguém tiver uma sujestão !? Bom, desejo a vocês udo de bom, e é com o clima comemorativo que eu dou tchauzinho por hoje, espero voltar rápido, até porque eu estou louca para contar para vocês dos meus cds que estou viciadinha =] Beijos, beijos, beijos.

Blog

Presente aos 3 mais

sábado, janeiro 21, 2012

Como eu já tinha falado antes, estava pensando em fazer alguma coisa para comemorar o aniversário do blog. Então depois de muito matutar, o que saiu foi o seguinte:
Já que eu sou daquelas que não é fã de sorteios e tenho certeza que no meu blog não iria fazer sucesso, resolvi presentear as 3 pessoas que mais visitaram o AC nesse ano. Legal, né !?
Os presenteados poderão escolher 1 livro cada um, dentre as opções abaixo. Os ganhadores serão divulgados no dia 27/01, no aniversário. Elas serão avisadas em seus blogs e os livros serão envados pelo correio.
Simples assim !

Amor Fora de Hora
Katarina Mazetti - Lua de Papel - 176 págs

Um lugar impossível para o encontro perfeito. Uma jovem mulher, amante dos livros, e um rapaz do interior se esbarram repetidamente no cemitério. Um local completamente inusitado para um encontro. Certo dia, um sorriso nasce nos lábios dos dois e eles ficam deslumbrados um pelo outro. É o início de uma paixão irrefreável. Com um romantismo agitado e um humor revelador, este livro combina o choque de culturas com uma história de amor terno e desenfreado.

O Preço de Uma Lição
Federico Devito e Rogério Mendonça - Novo Conceito - 366 págs

Os meninos são, sim, capazes de amar.”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.”Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas.

Queria Tanto
Livia Brazil - Benvirá - 214 págs
Alice Maria é uma garota de 20 e poucos anos que mora sozinha, tem grandes amigos, um emprego de cenógrafa que a faz ralar muito e é perdidamente apaixonada por Gabriel, que tem muito tesão por ela, o que seria ótimo, se ele não fosse gay. Aí aparece Rodrigo, que quer ter algo sério com Alice, mas ela foge com medo de o amor de verdade machucar... Com a ajuda e os conselhos nem sempre muito sutis de seus amigos, Alice embarca em uma aventura de descobertas e sentimentos, cheia de humor e delicadeza. Tudo está registrado em seu diário. Uma história divertida, emocionante, passada em dias ensolarados do Rio de Janeiro.

Marina
Carlos Ruiz Zafón - Suma das Letras - 192 págs
Neste livro, Zafón constrói um suspense envolvente em que Barcelona é a cidade-personagem, por onde o estudante de internato Óscar Drai, de 15 anos, passa todo o seu tempo livre, andando pelas ruas e se encantando com a arquitetura de seus casarões. É um desses antigos casarões aparentemente abandonados que chama a atenção de Oscar, que logo se aventura a entrar na casa. Lá dentro, o jovem se encanta com o som de uma belíssima voz e por um relógio de bolso quebrado e muito antigo. Mas ele se assusta com uma inesperada presença na sala de estar e foge, assustado, levando o relógio. Dias depois, ao retornar à casa para devolver o objeto roubado, conhece Marina, a jovem de olhos cinzentos que o leva a um cemitério, onde uma mulher coberta por um manto negro visita uma sepultura sem nome, sempre à mesma data, à mesma hora. Os dois passam então a tentar desvendar o mistério que ronda a mulher do cemitério, passando por palacetes e estufas abandonadas, lutando contra manequins vivos e se defrontando com o mesmo símbolo - uma mariposa negra - diversas vezes, nas mais aventurosas situações por entre os cantos remotos de Barcelona. Tudo isso pelos olhos de Oscar, o menino solitário que se apaixona por Marina e tudo o que a envolve, passando a conviver dia e noite com a falta de eletricidade do casarão, o amigável e doente pai da garota, Germán, o gato Kafka, e a coleção de pinturas espectrais da sala de retratos. Em Marina, o leitor é tragado para dentro de uma investigação cheia de mistérios, conhecendo, a cada capítulo, novas pistas e personagens de uma intrincada história sobre um imigrante de Praga que fez fama e fortuna em Barcelona e teve com sua bela esposa um fim trágico. Ou pelo menos é o que todos imaginam que tenha acontecido, a não ser por Oscar e Marina, que vão correr em busca da verdade - antes de saber que é ela que vai ao encontro deles, como declara um dos complexos personagens do livro.

Adele
Chas Newkey-Burden - LeYa - 212 págs
A voz emocionante, os hits cativantes e a personalidade sensível de Adele já lhe renderam prêmios e grande popularidade. Ela quebrou um recorde de 21 anos quando seu segundo álbum, 21, permaneceu no primeiro lugar das paradas britânicas por 15 semanas consecutivas. Um sucesso enorme, Adele tem dominado as paradas em 18 países. Mas quem é ela? Existe, de fato, a suposta vida turbulenta que tanto inspira suas músicas tristes? Como ela superou os desafios que ameaçaram acabar com a sua carreira? Este emocionante livro narra a história da cantora, desde a sua infância em Londres, onde começou a cantar aos quatro anos de idade, até os nossos dias, em que Adele tornou-se ícone da música mundial. Acompanhe a trajetória da menina que se apaixonou pela música aos quatro anos de idade e que na adolescência escrevia as próprias canções até a virada em sua carreira - quando, após divulgar canções demo em sua página do site MySpace, Adele fechou acordo para gravar um disco que rapidamente cativou nossos corações. Embora seja um sucesso mundial, a cantora continua sendo um ícone improvável. Sua aparência é incomum em um mundo de estereótipos definidos quando se trata de celebridades. Adele se sente muito apreensiva antes de subir ao palco e certa vez cancelou uma viagem importante para os Estados Unidos, porque se sentia triste demais para viajar. Este é um retrato completo e revelador de uma mulher verdadeiramente talentosa e inspiradora, sem segredos: a menina comum que conquistou o mundo.

Escolha o seu, aguarde e torça para ter várias visitas.
E antes que eu me esqueça, saiu o Listão da UFRGS e infelizmente não foi dessa vez. Parabéns a Bruninha que é BIXO em Letras e a todos os outros que passaram. Boa sorte na próxima, pelo menos para mim.
Até dia 27. Beijos !

Pessoal

Só matando para passar

segunda-feira, janeiro 16, 2012

Antes de mais nada quero dizer que demorei para postar pois estava com um problema nos comentários e só hoje consegui resolver. Era alguma coisa relacionada com o IE, porque eu entrava com o Chrome e funcionava, mas graças a Deus eu consegui dar um jeitinho, agora todo mundo pode comentar =]
Como eu tinha dito no útimo post de 2011, esse mês o AC está de aniversário. Faz seu primeiro ano de vida e mais alegre do que nunca. Gostaria que fazer alguma coisa para comemorar, mas estou sem idéias, mesmo assim eu estou planejando um sorteiozinho de alguma coisa que caiba no meu orçamento. Essa semana já resolvo o que é e anuncio. E enquanto o dia 27 não chega, tenho que ter outro assunto.
Vestibular. Sim, vestibular, faculdade e afins. Quem leu meus posts passados sabe que eu iria fazer o vestibular a UFRGS agora em dezembro para Teatro. Fiz, foi um fiasco e só tenho alguma chance se houver morte coletiva na cidade... e talvez ainda assim não dê.


Foram 4 dias super chatos, quentes e entediantes. No 1º dia teve Física, Literatura e Lingua Estrangeira, no meu caso, Inglês. Como eu sou uma anta em pessoa, fiu empurando com a barriga as leituras obrigatórias, empurrando, empurrando, deixando sempre para o outro dia, "Falta muito tempo ainda !" era o que eu dizia. Não li nenhum livro, nem o dos resumos, acreditam ? Podem me matar. Sendo assim meus acertos foram, Física: 04 / Literatura: 09 / Inglês: 15.

No 2º dia teve a maldita redação, que a Sharon foi crente que iria ser algum assunto atual, como no ENEM ou a tal Primavera Árabe (maldita), mas não o assunto foi a Língua Portuguesa, pode ? Como ela está em evidência e aumentando o número de pessoas falando essa língua e blábláblá. Ô coisa chata, nada a ver ! Mesmo assim eu fiz, foi massante, mas eu fiz. E foi junto com a de Português que eu gosto bastante, só que não teve jeito e acertei 08. Nunca pensei que eu iria acertar tão pouco em uma prova de português... broxei.

No 3º dia eu já estava super puta por ter que acordar as 7:20 da manhã todo dia e não aguentava mais. Fiz a de Biologia (07) e de Geografia (08) ainda meio calma, mas na de Química eu capotei, tirei um cochilo, acordei, respondi qualquer coisa, sem ler as questões e acertei 04 chutes. Voltei para casa assim que fomos liberados depois das 2 horas e comi horrores. Eu estava tão podre que faltei o serviço nesse dia. Dormi tanto, que doía.

No último e abençoado dia teve a minha temida História (06) e a confusa Matemática (06). Digamos que em comparação com a média, eu não fui tão retardatária assim, mas se eu quero passar, essa notinha não adianta de nada, certo ? Por isso repito, estou rezando por ataque em massa e meus concorrentes sumam, se não adiós amigo.

Como o resultado só sai dia 21, fui fazendo as inscrições do Sisu e Prouni. No Sisu já era, coloquei cursos que talvez dessem com aquela nota horrorosa do ENEM, mas mesmo assim fiquei looonge. Já no Prouni vou ver se acompanho direitinho as notas de corte pra poder ter alguma chance dessa vez. Torçam por mim e não me julguem tão rápido, talvez eu passe, nunca se sabe, tem a segunda chamada.

Beijos e voltarei com uma resposta sobre o aniversário do AC.

Sorvete de Girafa

Temos um Ateliêr de Amigurumis e outras peças super fofas. Vêm nos seguir!

Quote

"It's just a sparkle but it's enough to keep me going.
And when it's dark out, no one around, it keeps glowing!"
- PARAMORE -