Sobre frio e chuveiro gelado

segunda-feira, maio 05, 2014

Então, a época mais odiada pela pessoa que vos fala, bate a porta. Ai, o frio... Estava eu fazendo a postagem coletiva do Rotaroots desse mês, pensando nas coisas mais odiadas por mim e tão amadas por vocês e daí que bateu aquele conflitinho interno: cito o frio ou não ? Entre tantas coisas que eu não suporto, algumas citadas no post anterior e outras que achei que ia alongar muito o mesmo, passar frio é, para mim, uma coisa inadmissível.  Veja bem, nasci no verão, pleno fevereiro, Porto Alegre 40 graus cidade maravilha purgatório da beleza e do caos, sol bombando, gente linda e suada. Ora pois, eu fui gerada no quentinho, eu nasci no quentinho, eu fui amada no quentinho. Qualquer coisa cabível feita no frio é motivo para mau humor e cenho franzido. Quando vejo pessoas clamando o inverno, fazendo ode ao frio, enchendo a boca para dizer que vão ficar lindas nessa época do ano, eu faço orações ao bom velhinho que traga logo o Natal.

No inverno eu preciso colocar uma blusa de manga comprida e um casaco, se for ficar em casa. Se eu vou sair, essa casaco vira japona, acompanhada de uma manta e sapato beeem fechado. Então, eu saio toda encasacada, com os braços duros, e dependendo do dia, com duas calças e luvas, encarando um vento de 60km/h que deixa meus beiços em carne viva e eu em uma eterna gripe. Sem exageros. Somente nesse começo de outono já fiquei gripada duas vezes ! Quando achei que tinha me livrado, ela me esfaqueia pelas costas e vem dormir comigo. Maldita ! Deveria estar acostumada, já que são 23 anos de batalha, mas não. Não é como se eu me acostumasse a sofrer...


Outra coisa que vem de brinde, e notei que acontece só na minha casa, é o chuveiro frio. Nessa minha vida me mudei muito, morei em várias casas e a não ser quando morei com a minha vó, o chuveiro nunca esquentava. Pouco azar é brincadeira. Dizem que aquilo que tu mais odeia sempre te persegue, e é verdade. A saga do chuveiro é repetitiva e tem um conto novo a cada outono. Como esse ano não poderia ser diferente, lá está o bichinho no seu modo mais gelado. Minha mãe notou que tomo banho somente na casa do meu namorado, e aqui tem somente duas temperaturas, queima ou congela. Pelo menos tenho alguém que me socorra, pois eu juro por tudo que é mais sagrado: eu ficaria sem banho !
Antes que vocês achem que sou uma porca inconsequente, notem que eu estou desempregada, passo a maior parte do meu tempo debaixo das cobertas e o banho pode sim ser de gato. Não vou ver ninguém fedendo a asa, jamais !

Muitos não entendem quando eu durmo de cobertas até no verão, mas ser friorenta é um desafio. Ninguém pede para se arrepiar a cada vento que bate. Me sinto pisando em Marte for the first time, toda vez que consigo aguentar aquilo que, para pessoas normais, é agradável. É tipo uma dieta complicada: uma batalha e uma vitória por dia !

OUTROS POSTS PARECIDOS

3 calcinhas

  1. Eu já mo frio, amo usar roupas pesadas, meia calça, lucas e gorro, dormir agarradinha com o marido.

    ResponderExcluir
  2. Finalmente encontrei alguém que concorde comigo. Olha, eu moro no Recife, aqui não é só quente, aqui é extremamente quente e eu amo o calor! Todo mundo aqui reclama e adora quando chove (tipo por esses dias), mas pra mim é a maior tortura da vida. Se faz 22 graus, eu já estou em ponto de virar um picolé!

    ResponderExcluir
  3. Nossa. Somos opostos hahaha. Eu sou friorento, mas consigo gostar do frio mesmo assim :X tirando quando o chuveiro fica maluco (o de casa ficou maluco ontem) e odeio o calor, suar, ter que sair na rua num solaço :/
    E aqui em São Gabriel o frio é mais terrível, bem mais gelado e o vento é realmente cortante (oi, Minuano!). Mas, acostumei...

    ResponderExcluir

Sorvete de Girafa

Temos um Ateliêr de Amigurumis e outras peças super fofas. Vêm nos seguir!

Quote

"It's just a sparkle but it's enough to keep me going.
And when it's dark out, no one around, it keeps glowing!"
- PARAMORE -