Entre fios e agulhas

quarta-feira, agosto 05, 2015

A primeira vez que arranhei nas agulhas foi quando dona Maria, minha mãe, apareceu fazendo um cachecol. Fiquei bem impressionada imaginando desde quando ela sabia manejar tais técnicas e de onde havia saído todo essa material. Não sei se foi bem na época, mas pedi para ela me ensinar e lá fomos nós. Vocês devem saber algumas coisas sobre nós duas antes de mais nada: 1)Somos impacientes. 2)Somos cabeça dura. 3)Minha mãe já é mais velha e já começou com os sintomas. 4)Eu não tenho paciência com o item 3.
Se estamos entendidos, vamos aos fatos.


Quem tem noção básica de tricô sabe que são duas agulhas e que temos dois pontos básicos (tricô e meia) que com eles fazemos todos os outros. Não sei que cargas d'água ela inventa de me ensinar o ponto arroz, que na sua concepção parece simples. E é simples... para quem já sabe o tricô e o meia. Eu não sabia!

Então o ponto arroz é a intercalação desses dois pontos básicos, 1 meia, 1 tricô... e por aí vai ficando assim (tem até gráfico):
- | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - |- | - | - | - | -
| - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - |
- | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - |- | - | - | - | -
| - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - | - |
ponto tricô: - ponto meia: |

Parecia fácil e fui fazendo... fazendo... fazendo... até que perguntei se era assim mesmo. Pra quê fiz isso ? A mulher virou o bicho dizendo que não era assim que ela tinha dito. Claro que fiz errado, ela não me ensinou a virar o fio de acordo com cada ponto, daí complica! Só sei que discutimos, eu me irritei, desmanchei tudo e nunca mais quis saber. Não sei se esse foi o estopim, mas dificilmente eu peço para minha mãe me ensinar alguma coisa.

Anos depois, mas ainda com a vontade guardadinha, achei as tais agulhas de tricô e com a ajuda do meus amigos Google e YouTube, hoje vendo peças de tricô para minhas amigas. Não satisfeita, semana passada aprendi o tão assombrado (para mim) crochê. Vocês sabias que me chamam de vovózinha toda vez que me vêem ou ficam sabendo que faço ? É quase uma certeza absoluta e uma resposta unânime. Hoje mesmo, no trabalho, estava eu fazendo minha primeira peça de crochê no horário de intervalo... Pablo me olha e diz "Só falta o gatinho dormindo nos pés."

Iniciei essa postagem querendo mostrar as coisas que fiz e as que tenho nas agulhas, mas acabou virando uma introdução ao tricô. Se isso fosse uma faculdade, vocês estariam lendo sobre o ínicio do tricô, o tricô e as mulheres, passando pelo tricô nos tempos modernos... tá parei de falar merda. Semana que vem mostro os meus trabalhos. Beijooos


OUTROS POSTS PARECIDOS

2 calcinhas

  1. Olá Sharon!
    Eu "aprendi" tricô e crochê com a minha avó. Fiz uma blusa e um cachecol de tricô e alguns paninhos de crochê. Acho td lindo, mas não tenho ânimo de pegar para fazer. Agora, que já to quase virando vovó, quem sabe neh?!?!?
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Eu já ando com uma vontade louca de aprender (principalmente porque quero, eu mesma, fazer um cachecol da Grifinória, mas enfim), e ai encontro esse seu post lindo na planilha do BEDA... É o destino! KKKKK Eu fico adiando aprender, penso que não vou saber lidar com as agulhas, vou me enrolar na linha, errar todos os pontos e etc etc, e ai acabo não fazendo nada. Mas eu gosto muito de trabalhos manuais, acho que vou criar vergonha e tentar de uma vez. Aguardo mais posts sobre o assunto! Adorei seu blog e estou acompanhando <3 Um beijo : *

    www.fleurdelune.com.br

    ResponderExcluir

Sorvete de Girafa

Temos um Ateliêr de Amigurumis e outras peças super fofas. Vêm nos seguir!

Quote

"It's just a sparkle but it's enough to keep me going.
And when it's dark out, no one around, it keeps glowing!"
- PARAMORE -